mercredi 24 septembre 2014

Chair de Poule



Eu adoro quando os mamilos ficam rígidos sob a camisa. Quando os pêlos se levantam arrepiados no braço e na nuca. Quando um pequeno calafrio se agita e engrandece por todo o meu corpo. Quando eu sinto o couro cabeludo se mover rapidamente. Eu penso em um milhão de coisas ao mesmo tempo - e em nada, também -, sinto a energia se esvair de mim, as pontas dos dedos tocam a pele. Devagar, suavemente. Quase um orgasmo: silencioso, tranquilo, secreto. No ônibus, na rua ou mesmo enquanto escrevo isso pra você. É meu corpo que diz: você é linda, garota. Você é maravilhosa, deixa eu te tocar, deixe-se curtir.